0 Seu Carrinho
Seu Carrinho está vazio
Navegue por nossa loja e encha seu carrinho com as melhores ofertas!
Atendimento: (45)3525-6084

Café Accorsi

Origens Lendárias do Café

O café acompanha a humanidade há muitos séculos, mas é provável que suas virtudes tenham sido descobertas por acaso.

A lenda mais conhecida foi contada pelo Padre Fausto Nairamo Banésio. Em meados do séc. III d. C., certo pastor de cabras, percebeu que alguns animais estavam agitados e despertos que de costume. Aflito por não saber a causa, queixou-se aos monges de um mosteiro vizinho. Assim o prior do mosteiro saiu para averiguar o local de pastagem diária daqueles animais, verificando um arbusto de cujo as bagas os animas se alimentavam, pensaram que aqueles seriam frutos obra do demônio, resolveram atear fogo.

Os monges sentiram naquele instante um aroma exalado da queimada, o cheiro muito agradável, comparando este a um perfume. Por isso resolveram levar para dentro do mosteiro, ferveram-nos em água e experimentaram a poção percebendo que ela provocava insônia durante a noite.

A partir daí o prior monge mandou que fosse ministrada a todos os monges para que ficassem mais despertos durante suas orações. Estava descoberto o Café.

O Café no Brasil

Curiosamente, os portugueses não se interessam pelo café na época das grandes navegações. Com o passar dos anos, vieram a perceber que a planta poderia ser cultivada muito bem na colônia Brasil, mas não possuíam a planta em grãos. Então em 1727 a coroa portuguesa enviou a Guiana Francesa uma expedição com a seguinte recomendação: "No Regimento que Há de guardar o Sargento Mor Francisco de Melo Palheta, o governador do Pará João da Maia Gama recomenda e se acauzo entrar em quintal ou jardim ou Rossa ahonde houver caffee com pretexto de provar alguma fruta, verá se pode esconder algum par de graons com todo o disfarce e toda a cautela".

Então no palácio do governo de Caiena foi servido a Palheta uma xícara de café, que apreciou muito, o oficial pediu algumas mudas da planta, mas o governador não pode atender, pois recebera ordens expressas para não vender muda de café aos portugueses.

Mas diz a lenda que a esposa do governador ficou muito impressionada com o oficial, e quando esta estava prestes para regressar ao Brasil, ela lhe enviou flores nas quais encontravam-se escondidas às sementes desejadas. Assim com apenas cinco plantas vivas e mil grãos de café, a semente dadivosa tornou-se verde e amarela, iniciando-se a cafeicultura no Brasil.

No Pará e no Maranhão, as plantas cultivadas foram àquelas trazidas da Guiana Francesa, Porém no Rio de Janeiro vieram trazidas de Goa na Índia.


Verdades e Mitos sobre o Café

Verdades

- O consumo moderado de café ( 3 a 4 xícaras por dia) exerce um efeito de prevenção ao Mal de Parkinson, depressão, diabetes, cálculos biliares, câncer de colón e ao consumo de drogas como o álcool. Além disso, melhora o desempenho escolar e memória.

- O café contém substancias saudáveis para o organismo, tais como: vitamina B, lipídeos, aminoácidos, açucares, uma grande variedade de minerais( como potássio e cálcio), além da cafeína.

- O café tem propriedades antioxidantes, melhorando o desempenho e pratica de Esportes.

Mitos

- O café não faz mal para crianças e adolescentes. Pelo contrario, o consumo moderado e diário de café, ao estimular o sistema de vigília e concentração, pode ajudar no aprendizado escolar, pois torna o cérebro mais atento, auxiliando nas atividades intelectuais.

- Doenças como infarto, má formação fetal, câncer de mama, aborto, ulcera gástrica ou qualquer outro tipo de câncer não estão associados ao consumo moderado de cafeína.

 

Fonte: Prof. Dr. Darcy Roberto Lima, MD Phd( Londres).
Professor do Instituto de Neurologia, UFRJ.
Diretor Associado de Pesquisas, ICS, Vanderblit University, TN, USA.

 

Curiosidade de como o café é consumido no mundo


França: o produto, muitas vezes é bebido juntamente com chicória.
Áustria: Pode-se beber o café juntamente com figos secos.
África e Oriente Médio: é comum acentuar o sabor do café com especiarias/temperos, como canela, alho ou gengibre.
Bélgica: é servido com um pequeno pedaço de chocolate, no interior da xícara, que se derrete quando entra em contato com o café.
Grécia: o café é acompanhado de um copo de água gelada.
Suíça: adiciona-se ao café um licor ou Kirsch
México: uma copia do que se toma nos Estados Unidos aguado, com pouco sabor e em grandes quantidades.
Brasil: quente em pequena quantidade ou com leite, além disso, vê-se alguma semelhança com a Bélgica e Grécia sendo servidos em alguns lugares com pedaços de chocolate ao lado da xícara e com copinho de água, estes habitualmente servidos com cafés expressos em cafeterias.

Nenhum produto encontrado.